sábado, 28 de abril de 2012

Simulador quântico permite pilotar átomos

Um simulador quântico permite testar os materiais nas mesmas regras e condições da física à qual eles estão sujeitos, a física quântica. [Imagem: Britton/NIST/Nature]


Atravessar paredes, ocupar dois lugares ao mesmo tempo e influenciação direta à distância estão entre as artimanhas possíveis - e necessárias ao desenvolvimento de novos materiais.
Com um simulador quântico de 350 qubits será possível obter 10100 estados diferentes. [Imagem: Britton/NIST]
Leia acessando este link.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

O LOUCO


Louco. 
Não, não daqueles que deixam rastros.

Suas pegadas são perceptíveis na areia, mas ele é daquela espécie que pode caminhar sobre as águas.

Para ele, o que parece aos outros não importa.

Seus motivos são insuspeitáveis.
Indecifráveis.

Ele já se foi.
E talvez jamais voltemos a vê-lo.

Mas deixou uma mensagem: 
"O corpo mora onde dorme. As energias, onde acordam."



segunda-feira, 16 de abril de 2012

O CLIMA NO CÁLCULO DO MAPA COSMOLÓGICO


Impossível.
Palavra que incita curiosidade. Instiga à ação, desafia um espírito indomável.

Os sentidos se abrem, atentos, buscando novas formas de transpor a barreira que se apresenta.

Coragem, determinação, atendem ao chamado.

Inspire. Perceba que é possível se preencher do invisível.
Expire. Sinta o invisível, misturado com o calor do seu corpo.
Foto enviada pela Bernadete Caversan 
Pronto! está criado um CLIMA propício para começar a penetrar neste legado extraterrestre.

Para calcular um Mapa Cosmológico, entram em ação o Azul, o Amarelo e o Preto, combinados de acordo com o histórico da pessoa que calcula. Qualquer que seja a combinação de energias usada para este fim, deve estar acompanhada do Prata, que entra com o componente intuitivo, cujo pano de fundo é o CLIMA produzido pelos acontecimentos.

Como ensinava Mestre Juan, o Prata, energia de Netuno, é o presente em movimento, não pode ser encontrado no computador, ou nos livros.

O Mapa Cosmológico é um processo de investigação que nunca termina, sempre passível de mudanças, à medida que se aprofunda no autoconhecimento e se acompanha as mutações da vida. 

Na fecundação, três energias, que correspondem a um elemento - Fogo, Terra, Água ou Ar, formam o embrião. Uma doada pela mãe, uma pelo pai e a terceira pelo Cosmos.

A partir daí, durante a gestação, a fêmea recebe três energias a cada 87 dias, até completar as 12 que compõem um ser humano. Essas entradas, assim como ocorreu na fecundação, estarão condicionadas a um padrão produzido pelo CLIMA da família e do entorno e especialmente influenciado pela mãe no 3º e no 6º mês.

Para retroceder no tempo buscando datas prováveis, partimos dos dados disponíveis, ou seja:
- Data de nascimento, hora e local.
- Se o parto foi de 9 meses, cesárea ou normal.
- Se o ventre viajou durante a gestação.
O maior número de detalhes pode possibilitar maior exatidão.

Procedemos, então, ao cálculo do mapa de nascimento, que corresponde ao Mapa Astrológico.
Como exemplo, traçarei o mapa deste momento, em que escrevo este texto:
16/04/2012, 10:51h, Jundiaí-SP

1º Passo: Encontrar os elementos básicos
Pelo método moderno, encontramos um site específico com software de apoio para cálculos astrológicos, colocamos esses dados, tendo o cuidado de verificar se na época vigorava o horário de verão. A hora informada é sempre a oficial local, portanto, deve-se fazer as correções necessárias (no próprio site há um espaço para selecionar a opção). Em menos de 1 minuto, surge à nossa frente o mapa. O método antigo, se houver interesse, posso ensinar em um outro momento. 

Fase da Lua: Minguante
 
2º Passo: Classificar os elementos
Neste mapa, verificamos:
  • Sol em Áries, o Dourado, energia egóica.
  • Lua, minguante em Peixes, o Prata, energia anárquica.
  • Dia da semana, 2a. Feira, dia de Mercúrio, o Amarelo, energia anárquica.
  • Hora, Saturno, o Rosa, energia egóica.
  • Quadrante, Mercúrio, Amarelo, energia anárquica.

Resumindo, temos:
  • 2 energias egóicas
  • 3 energias anárquicas
Este é o CLIMA que iremos procurar, voltando no tempo, buscando as entradas no 6° mês, no 3° e na fecundação, cuidando para que pelo menos 3 elementos coincidam. 

3º Passo: Encontrar o Ciclo da unidade
Calculamos o CICLO DA UNIDADE (veja neste link ciclo das energias e ciclo da unidade) somando dia, mês, ano, hora e o valor correspondente ao regente do dia:
1+6 + 4 + 2+0+1+2 + 1+05+1 + 3 = 26
Sendo 26 maior do que 9, somamos um algarismo ao outro 2+6 = 8
O ciclo é 8, e ele deve se repetir a cada entrada. Fazemos esta somatória da data, hora e regente do dia no qual encontramos cada conjunto de fatores, ajustando minutos de forma a obter o mesmo ciclo. 

4º Passo: Observar a Lua
Considerar:
  • Quando no nascimento a lua é Nova ou Minguante, a gestação é mais longa - somamos 9 à hora de nascimento e buscamos o clima para trás na tabela das horas.
  • Quando é Cheia ou Crescente, a gestação é mais curta - subtraímos 9 da hora de nascimento e buscamos o clima avançando na tabela.

Encontre tabelas auxiliares no link: RELÓGIOS - PARTE I

As informações são colocadas num formulário específico:


Passado o impacto inicial, é importante observar na prática o que significa um CLIMA. Obter, através das experiências no cotidiano, elementos para facilitar o reconhecimento de todos os fatores envolvidos numa gestação. Coisas que representam os que foram elencados acima e outras além dessas. 

Sobretudo, este ainda é um método simplificado. Existem outros detalhes que entram no cálculo, dependendo da formação, do foco daquele que calcula. Está sendo preparado um manual de cálculo a ser oferecido em breve.

CLIMA, fator PRATA.


sábado, 14 de abril de 2012

BELEZA ADORMECIDA


Este é o primeiro passo em direção ao meu objetivo de deixar aqui registrados os métodos de cálculo do Mapa Cosmológico.

Na parte dos cálculos matemáticos que buscam localizar as posições dos planetas e luminares (sol e lua são chamados luminares) em um determinado ponto do tempo e do espaço, assemelha-se ao cálculo do Mapa Astrológico.

Mas existem diferenças, que irei apresentando ao longo do destrinchamento do assunto. As básicas, a serem consideradas neste início, são:
-  O Mapa Cosmológico enfatiza os ciclos lunares (de aproximadamente 28 dias), já que se presta a desvendar o período gestacional do indivíduo; o Mapa Astrológico enfatiza o ciclo solar (de aproximadamente 30 dias), tratando-se de um traçado onde se privilegia a posição do sol no momento do nascimento.
- A Cosmologia mostra o que é. A Astrologia, o que deve ser.

Antes de descobrir o que somos, em geral, utilizamos o nosso tempo para nos transformar naquilo que devemos ser, segundo as exigências do lugar que ocupamos. Muitos consideram natural, outros, uma questão de sobrevivência. Mas ainda há os que se angustiam e sofrem, pois não conseguem fazer, antes de ser.

Diversidade. Esta é uma das primeiras descobertas neste caminho. Cada ser é único. 

Em alguns, a beleza é somente externa. Em outros, ela está apenas adormecida, aguardando ser encontrada. 

terça-feira, 10 de abril de 2012

Astrônomo quer encontrar ETs rastreando seus lasers

Os telescópios terrestres já usam lasers para criar "estrelas artificiais" para compensar a turbulência da atmosfera terrestre. O maior telescópio do mundo terá quatro desses feixes denunciando nossa presença para qualquer ET atento o suficiente.[Imagem: ESO/L. Calçada]

Moradores de exoplanetas
    O astrônomo Geoff Marcy é um dos líderes das buscas por exoplanetas.
    Ele ajudou a encontrar o primeiro sistema planetário semelhante ao nosso, chocou a própria comunidade astronômica ao descobrir dois planetas na mesma órbita e, entre outras peripécias, participou do anúncio de que o Universo está repleto de outras Terras.
    Agora, depois de tanto sucesso, ele decidiu parar de procurar por planetas e decidiu procurar por moradores de exoplanetas - ETs, homenzinhos verdes, ou o nome que você preferir. Segundo ele, os ETs mais adiantados do Universo não devem estar se comunicando por rádio, porque isso seria um desperdício de energia. Leia mais.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Mecânica quântica é filmada em tempo real

Quadros selecionados do filme que mostra o padrão de interferência quântico
formando-se ao vivo, em escala macroscópica, visível a olho nu.
[Imagem: Juffmann et al./Nature Nanotechnology]

Você certamente já ouviu falar que as partículas em dimensões atômicas são governadas pelas leis da mecânica quântica, e que isso significa que elas podem se comportar tanto como partículas quanto como ondas.
Um elétron ou um fóton, por exemplo, são partículas e são ondas, dependendo da forma como você os encara.
Isso é contraditório com as noções que temos sobre o que é real ou local: um elétron poderia assim não ser "real" no sentido de ser uma partícula, porque seria uma onda.
O experimento revela a dualidade partícula-onda em escala macroscópica, visível a olho nu.  Leia mais