segunda-feira, 29 de outubro de 2012

CASTIGO E RECOMPENSA


Prometi ao meu sobrinho querido, aniversariante do mês, que compraria para ele um mini-ventilador, desses que vêm com balinhas dentro. Como hoje seria a festa, a cobrança seria certa. Lá fui eu, pleno domingo, tentar encontrar o regalo.

Na entrada do estacionamento do shopping, uma voz feminina gritou para mim: - E a seta?

Imediatamente, pensei: - Pobre moça, está no inferno, preocupando-se com uma besteira dessas... afinal, num estacionamento, todos devem pressupor que o carro da frente irá virar tão logo o motorista aviste a primeira vaga! Deve ser daquelas pessoas muito exigentes, que querem tudo à sua maneira.

Estacionei, entrei, passei no caixa eletrônico... ainda pensando nela. Percebi uma aceleração nos meus batimentos cardíacos.  A observação havia tocado alguns pontos íntimos e continuava me incomodando. Sim, era eu quem estava no inferno! Irritada com a moça, irritada comigo...

Estranhei as lojas todas fechadas... O segurança informou que hoje, dia do segundo turno das eleições, somente funcionariam na parte da tarde.  Desconcertada, saí rapidamente. Não me lembrava que teria que votar e tampouco encontrara o que estava buscando. Liguei o carro e atropelei a tartaruga, indo no sentido inverso.

Um castigo.

Respirei fundo... Como estou distraída, conclui por fim. Fora do tempo, andando como um autômato numa cidade vazia. Parei uns minutos, agradecendo mentalmente à moça que tentou me alertar de início. Agradeci também por ter espelhado um aspecto dos meus sentimentos, dos meus pensamentos.

Fazendo nova tentativa, entrei num supermercado. - Não temos mais esse brinquedo! - responderam à minha pergunta. Procurando por um substitutivo, vi, na prateleira, destacando-se por ser diverso dos outros produtos dispostos, um único exemplar de mini-ventilador, desses que vêm com balinhas dentro.

Sorri. Continuei sorrindo, sem acreditar no que havia acontecido. Um milagre, certamente.

Uma recompensa.




terça-feira, 23 de outubro de 2012

Causalidade quântica questiona sequência de causa e efeito

[Imagem: University of Vienna]


Um trio de físicos da Bélgica e da Áustria mostram, através de experimentos dentro da física quântica, que causa e efeito podem coexistir, ou seja, um evento pode tanto ser a causa quanto o efeito do outro.

Leia a matéria no site Inovação Tecnológica

sábado, 20 de outubro de 2012

PÁSSAROS SOBRE A ESPADA



Matar.
Exterminar.
Anular-se.
Vender-se. Ou ser vendido.
Será que existem situações que justifiquem isso?

A Cosmologia Energética confirma o que intuitivamente sabia: convivem dentro de mim um samurai e uma gueixa, além de outros dez, cujas memórias às vezes surgem, aos pedaços, juntando-se ao glossário de interpretações do mapa.

Via de regra, as memórias mais claras devem vir dos meus:  vermelho, verde e prata, pela proximidade com o vácuo. Estando o vermelho e o verde do meu mapa localizados no sentido anti-horário com relação aos vácuos correspondentes no relógio das cores, as memórias vêm em retrospectivas. E o do prata, em sentido horário, através de vivências.

Isso tem servido de base para traçar uma linha quase lógica entre alguns comportamentos aparentemente incompreensíveis. O estado de alerta constante, na defensiva, gerando stress. A ira incontrolável, levando às últimas consequências, como se fosse um ponto de honra estar com a verdade. Um exagero de emoções que não se encaixam em tempos de paz, mas que se abrigam na guerra interior que permanece, na luta pela sobrevivência, onde o ideal de perfeição é a afiada arma.

Dentre outros sinais, a confusão de valores, a recusa em colocar um preço nos serviços pela identificação habitual com a antiga forma de compra e venda. Uma filha podia ser trocada facilmente por uma saca de arroz, ou até por menos. No passado, vigoravam regras ainda hoje vigentes. 

Passado, presente, futuro, divisões de eternidade decorrentes da condição terráquea, assim como a necessidade de considerar apenas uma dimensão real para viver, a despeito das evidências contrárias. 

Percebendo e analisando padrões compulsivos de comportamento, como o de utilizar palavras duras com pessoas próximas, um sonho veio recordar-me de que, outrora, devido a palavras que eu disse, toda a minha família foi morta. Faz sentido, pois continuo ferindo, da mesma forma, usando palavras como armas.

Com a ajuda de seres sábios que me apoiam, aproximo-me das raízes do karma. Tenho aprendido que a mente humana tem uma predisposição inata ao erro e esta cria aflições mentais: apego, raiva, orgulho, ignorância, dúvida, visão persistente de impermanência, extremismo, visões incorretas e restritas, discordância da moral pública. As aflições mentais geram o karma, estagnam o movimento, retrogradando a um impulso do passado. 

Sobre a espada, imagem bélica da minha mente, pousaram os pássaros, como uma promessa da paz, da liberdade que almejo. Há muito trabalho pela frente e meu coração, fortalecido pela generosidade que dele brota, reconhece os companheiros de jornada.


segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Espiral cósmica surpreendente é descoberta pelo telescópio ALMA

É a primeira vez que astrônomos conseguem obter informação completa em três dimensões de uma espiral desta natureza. [Imagem: ALMA (ESO/NAOJ/NRAO)]

Espiral cósmica
Astrônomos descobriram uma estrutura em espiral totalmente inesperada na matéria que circunda a estrela R Sculptoris.
A estranha forma foi provavelmente criada por uma estrela companheira escondida, que orbita a gigante vermelha.
A descoberta foi possível graças ao ainda em construção Telescópio ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array).
Esta é a primeira vez que uma estrutura deste tipo, juntamente com uma concha esférica exterior, é encontrada em torno de uma estrela gigante vermelha.
É também a primeira vez que astrônomos conseguem obter informação completa em três dimensões de uma espiral desta natureza.
Ejeção de matéria
A estrutura em espiral no gás que rodeia a estrela gigante vermelha significa que existe provavelmente uma estrela companheira que orbita a estrela, mas que nunca foi vista anteriormente.
Os astrônomos ficaram igualmente surpreendidos ao descobrir que a gigante vermelha ejetou muito mais material do que o esperado.
"Já tínhamos visto anteriormente conchas em torno de estrelas deste tipo, mas esta é a primeira vez que vemos uma espiral de matéria saindo da estrela, juntamente com a concha circundante," diz o autor principal do artigo científico que descreve os resultados, Matthias Maercker (ESO e Universidade de Bonn, Alemanha).

Continue lendo.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Rastreamento dos olhos inaugura era pós-mouse

A técnica chama-se Método de Reflexão Corneal. [Imagem: Fujitsu]


Inovações em diversas áreas comprovam cada vez mais o poder que temos dentro de nós, já pregado há milênios. Leiam esta publicação do Site Inovação Tecnológica de 06/10/2012: 
Interface com os olhos
Quando você deseja saber qual é a função de um ícone ou botão de um programa, basta passar o mouse sobre ele para que a informação surja rapidamente na tela.
Mas que tal se bastasse que você passasse os olhos sobre o local de interesse?
As possibilidades abertas por essa tecnologia já foram largamente demonstradas em laboratório, e impressionam sobretudo nos ambientes virtuais, incluindo jogos de todos os tipos e simuladores virtuais.
Mas o alcance é maior, podendo mudar radicalmente as interfaces de programas de computador, fazendo-as ir muito além do mouse e das telas sensíveis ao toque.
Sobretudo os dispositivos menores, como smartphones e tablets, têm muito a ganhar.

Rastreamento dos olhos
E o que faltava para tornar realidade essa tecnologia pós-mouse agora não falta mais.
A empresa japonesa Fujitsu anunciou o desenvolvimento de uma tecnologia de rastreamento dos olhos inteiramente baseada nas câmeras e LEDs que já vêm incorporados na maioria dos notebooks, smartphones e tablets.
Até agora, a tecnologia exigia câmeras e LEDs especializados, que ainda são caros e grandes demais para a integração nos equipamentos.
Os engenheiros da empresa superaram o problema das imagens borradas geradas nas altas velocidades de monitoramento necessárias para rastrear a pupila do usuário, a fim de determinar o ponto exato para onde ele está olhando.
Para isso foi usado um LED emitindo luz na faixa do infravermelho próximo, com a câmera detectando a reflexão dessa frequência de onda pelas diversas partes do olho. A direção do olhar é calculada usando a relação entre a reflexão da pupila e da córnea.
"O processamento necessário para determinar a linha de visão do usuário a partir das imagens capturadas pela câmera é feita usando software, minimizando os custos de hardware," afirma a empresa.
O equipamento usado já tem as dimensões usuais das câmeras incorporadas em notebooks e tablets.[Imagem: Fujitsu]
Era pós-mouse 
No programa de demonstração da tecnologia, um usuário rola a tela ou faz um zoom na imagem apenas olhando para os botões disponíveis para essas funções.
A empresa afirma que a tecnologia já está pronta para comercialização.
Assim, não precisará esperar muito para usar os olhos para fazer a mira em jogos de primeira pessoa ou para navegar pelo Google Street View apenas olhando para onde você quer ir.


sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Expansão do Universo é medida com precisão inédita

A famosa "escada de distâncias cósmicas", usada para medir a taxa de expansão do Universo, é formada por uma série de estrelas e outros corpos celestes com distâncias conhecidas.[Imagem: NASA/JPL-Caltech]


A determinação da taxa de expansão é fundamental para a compreensão da idade e do tamanho do Universo.
Expansão e aceleração da expansão
Usando o Telescópio Espacial Spitzer, astrônomos fizeram a medição mais precisa já realizada da constante de Hubble.
O número indica a velocidade com que o Universo está se expandindo.
A constante de Hubble homenageia o astrônomo Edwin Hubble, que confirmou os dados do seu colegaGeorges Lemaitre, que foi quem descobriu que o Universo tem-se expandido desde sua origem.
No final dos anos 1990, astrônomos descobriram que esta é apenas metade da história: além de estar se expandindo, a expansão do Universo está se acelerando.
Esta descoberta rendeu o Prêmio Nobel de Física de 2011:
A determinação da taxa de expansão é fundamental para a compreensão da idade e do tamanho do Universo.


Continue lendo