sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Astrônomos medem horizonte de eventos de buraco negro

Astrônomos mediram pela primeira vez a fronteira final de um buraco negro, o limite a partir do qual nada consegue escapar - ou quase nada, já que os buracos negros emitem jatos de partículas. [Imagem: Chris Fach/Perimeter Institute/University of Waterloo]
Horizonte de eventos  
Usando um telescópio do tamanho de um continente, uma equipe internacional de astrônomos conseguiu observar pela primeira vez a fronteira de um buraco negro no centro de uma galáxia distante.
Eles mediram o "ponto sem volta" do buraco negro - a menor distância que a matéria pode se aproximar antes de ser irremediavelmente puxada para "dentro" do buraco negro.
Um buraco negro é uma região no espaço onde a força da gravidade é tão forte que nada, nem mesmo a luz, pode escapar.
Essa fronteira final é conhecida como horizonte de eventos.
Continue lendo

9 Projetos milionários que pretendem desvendar os mistérios da energia escura

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

O ANJO APRENDIZ - Lição 9 - Imanente


Agora, consegue ficar invisível.

Não para todos, porém.

Alguns irritam-se com ele. Perguntam-se: como pode ser assim tão parado? Nada opina, nada faz!

Ele também, com frequência, ralha consigo próprio, concordando ser um inútil, comparando-se às pessoas tão ativas e produtivas ao seu redor. Sente um cansaço imenso, só de pensar em acionar  da forma costumeira, como sabe que deve ser.

Outras vezes, quando deixa-se conduzir pela luz, sente-se em paz. Por nada desejar, tudo tem.

Nesses momentos, ao seu lado, o homem de lata percebe que, inexplicavelmente, sente desaparecer as dores, companheiras de todas as horas. A mulher, cujos cantos da boca acompanham o movimento para baixo, seguindo seu amargor constante,  surpreende-se com um sorriso a brotar-lhe no rosto. À sua passagem, um aroma difuso de floresta, como uma leve brisa, invade os recintos, acariciando e arrepiando as peles.

Parece deter toda sabedoria, sulcada em pedra pelo cinzel de algum grande artista. Parece ser digno de veneração, como a estátua, sem sê-lo.

Numa tentativa de dar-lhe uma definição, além de nada, alguém poderia dizer que é um desafio à compreensão humana. Uma provocação para os que se guiam por valores vigentes.

É uma provocação para si mesmo, sentindo-se pleno sendo nada, e nada ao buscar plenitude. A dicotomia surge quando se divide.

Conduzido pela luz, por afinidade especial, está em paz.

Nada deseja.

Tudo tem.

Ele é.




quinta-feira, 13 de setembro de 2012

O ANJO APRENDIZ - Lição 8 - Maestria


Percebe que traz agora, em sua bagagem, quantidade razoável de conhecimentos, adquiridos em sua vivência no Planeta Terra.

Observa ao redor o sofrimento das pessoas, cativas em sua ignorância. Diante da porta que leva à liberdade, não encontram a chave. Algumas a esqueceram em algum lugar distante, outras sequer imaginavam encontrar uma porta em seu caminho. Estancam, atônitas.

Em sua mente soa ainda a instrução dos seres mais altos: aprenda com eles, antes de tentar ensinar. Mas algo dentro dele o impulsiona a rever a frase. Há um limite tênue entre o egoismo e o respeito pelo processo de cada um. Como pode guardar tantos segredos dentro de si, sabendo que podem ser úteis? - questiona-se.

Faz tanto tempo que ouviu aquela frase! Talvez fosse circunstancial, adequada a um anjo enfrentando suas primeiras lições. Querer impor o que acreditava ser verdade, ou achar que poderia solucionar todos os problemas, seria uma atitude arrogante e ineficaz. Aprendera com a prática, pois não seguira fielmente os conselhos. Provara os dissabores de arcar com a continuidade e finalização de projetos iniciados sem a completa adesão dos interessados.

Atuara com o altruísmo egoísta. Precisava provar que conseguiria.

Contemplando a extensão do vale que se impõe aos seus sentidos, ouve ao longe as vozes das pessoas em suas casas. Sente-se invadido por um sentimento terno por aquela gente. Agora conhece as ações básicas que valorizam e pelas quais vivem. Compreende-as. Embora sem coloca-las como objetivo de vida, experienciou-as fisicamente. Intensamente.

Sua visão sob ângulo diverso é a dádiva que traz e pode compartilhar, conclui. Uma fagulha gerada na mente atinge as  extremidades de seu corpo e retorna, aumentada, atravessando em linha reta até a cabeça.


Transborda. Espalha-se. Expande-se.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Novidades sobre Teletransporte Quântico e Entrelaçamentos



O experimento, realizado entre dois observatórios astronômicos, 
dependeu de estritas condições ambientais para que pudesse ser 
realizado sem interferências. [Imagem: IQOQI-Vienna]

Teletransporte de propriedades
Foi batido um novo recorde de distância no teletransporte quântico, reproduzindo as características de uma partícula de luz a 143 quilômetros de distância de onde se encontrava a partícula original.
A equipe da Áustria, Canadá, Alemanha e Noruega foi financiada pela ESA (agência espacial europeia).
O experimento conseguiu transferir as propriedades físicas de uma partícula de luz, um fóton, a outro fóton, por teletransporte quântico.
A transferência cobriu os 143 Km que separam o telescópio Jacobus Kapteyn, na ilha de La Palma, nas Canárias, e a Estação Óptica de Terra, em Tenerife.
O recorde anterior, pertencente a uma equipe chinesa, era de 97 km.
Entrelaçamento entre fótons
Para que o teletransporte quântico seja possível, as duas partículas devem "entrelaçar-se" - compartilhar as propriedades físicas por meio de um fenômeno conhecido como entrelaçamento quântico.

 As características de uma partícula de luz foram replicadas a 143 quilômetros de distância de onde se encontrava a partícula original. Leia matéria completa.


sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Como a luz interage com a matéria?

Distribuição das cargas de valência no diamante, que foi usado 
como modelo para aferir a nova técnica de mixagem de ondas.
 [Imagem: Glover et al./Nature]
Interação luz-matéria
A luz altera a matéria de maneiras que moldam o nosso mundo.
Fótons desencadeiam alterações nas proteínas do olho para permitir a visão; a luz solar divide a água em hidrogênio e oxigênio e cria produtos químicos através da fotossíntese; a luz faz com que os elétrons fluam nos semicondutores que formam as células solares.
Na tentativa de usufruir dessa interação luz-matéria, cientistas e engenheiros estão trabalhando no desenvolvimento de novas tecnologias que dependam da manipulação da luz, em vez dos elétrons.
A técnica mostrou os núcleos de carbono como pontos escuros,
 e picos de algumas de suas ligações como pontos azuis e brancos.
 [Imagem: Glover et al./Nature]
O desafio acaba de ser vencido por uma equipe internacional de pesquisadores, coordenados pelo Dr. Thornton Glover, que usaram o acelerador LCLS (Linac Coherent Light Source), na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos.
Leia artigo completo em: Lasers sincronizados revelam como a luz interage com a matéria: Uma nova técnica permitiu medir diretamente, pela primeira vez, a manipulação óptica das ligações químicas de um cristal, na escala dos átomos individuais.
Veja também outra notícia do Site Inovação Tecnológica de 05/08/2012Brasil participará de mapeamento 3D do Cosmos

terça-feira, 4 de setembro de 2012

TODO ou TUDO?

Pintura em tela de Luciano Pina
"Eu sou a luz que está acima deles todos. Eu sou o todo: o todo saiu de mim e o todo se reuniu a mim. Rachai uma madeira: eu estou ali. Levantai uma pedra e me achareis". Jesus (Evangelho apócrifo de Tomé)

Ele sempre dizia TUDO. EL TUDO.
Eu traduzia para TODO. O TODO.
Ele, porém, nunca me corrigia.
Soube mais recentemente: era a minha ideia de Deus, como poderia questionar-me?

Uma das vivências mais marcantes na MONTANHA foi quando MESTRE JUAN demonstrou como os índios representam com o corpo as vogais. Para eles, a comunicação com a natureza, da mesma forma que com o lado esquerdo do cérebro humano, seu íntimo, se faz através delas. Nos trabalhos mágicos, os xamãs encantam as energias com variações destes sons, pronunciando apenas as vogais das sílabas, sem consoantes.

As consoantes, códigos racionais, são utilizadas na linguagem para que o hemisfério direito do cérebro entenda, vivencie aquilo que aceitou intimamente. O lado esquerdo entende, aceita. O lado direito concretiza.

Representar fisicamente cada vogal possibilita absorver o significado profundo nela embutido. Este é um exercício bastante eficaz para ensinar às crianças.


Para fazer o A, os dois pés se fixam no chão equidistantes, formando uma base sólida. Os braços apontam para os lados e para baixo, o tronco reto.  Uma postura de captação da geo-energia, em consonância com os valores terrestres. Pronuncia-se o A jogando a força para baixo, confirmando sua ligação com o solo.






A vogal E vai tanto para a direita, como para a esquerda. Tem mobilidade, não se fixa, nem se eleva. Leva, traz, de um lado a outro. Pronuncia-se E-E-E-E-E-E-E-E, deslocando-se lateralmente, sem virar-se de frente para o local aonde se dirige.





A letra I , com uma base pequena na terra, tem um movimento ascendente, enfatizado pelo pingo colocado acima, como uma auréola. Pronuncia-se o I com as pernas unidas, corpo ereto, elevando os braços para cima. O som sobe ao firmamento.







A letra O abarca o que tem ao redor, juntando tudo num círculo. Junta-se as mãos como se segurasse uma bola, as pernas arqueadas. Pronuncia-se um O bem redondo.






Para representar o U, faz-se um movimento para baixo e em seguida para cima, com força intensa. Embora os pés fiquem no chão, a energia do chacra básico descola-se do chão ao se pronunciar U, para fora e para cima.




Na semana passada, quando ia escrever TODO em um texto, minha palavra usual para designar DEUS, minhas mãos hesitaram, obedecendo a um impulso do coração. Surgiu, então, a rememoração deste ensinamento. Instantaneamente, percebi a circularidade das minhas ideias. Meu deus colocado num recipiente fechado, onde as extremidades se juntam.

Como continuar com isso, sabendo que, a cada dia, amplia-se mais e mais o universo conhecido?

A partir daquele insight, ao menos por hoje, escolho TUDO. O aberto e o fechado, formando um som que se abre, que se fecha.

Por que não DEUS, um som que vai para os lados e para cima, tal qual EU?

Talvez necessite, ainda, vencer algumas resistências, romper couraças históricas, completar minhas tarefas para encontrar o INOMINÁVEL.



Adendo em 31/12/2012
Hoje, por e-mail - Hinduism Today, mais uma prova cotidiana de que Ele, o TODO, o TUDO, me ouve e me responde:

"G-o-d, d-o-g. both the same. Top and bottom. See God in everything. You must do that!"
 Satguru Yogaswami (1872-1964), reverenciado místico contemporâneo do Sri Lanka
    


domingo, 2 de setembro de 2012

SOLUCIONADORES DE CONFLITOS E SINTETIZADORES - Os Dissolventes

Faz parte da vida depararmo-nos, no cotidiano, com conflitos.

Na Cosmologia energética, assim como cada fenômeno natural, eles têm seu lugar na dança cósmica. E este estudo também ensina como lidar com eles.

Existe o que se assemelha ao Jogo da Amarelinha - observe na figura ao lado. Funciona como um indicativo para a postura a se tomar para demonstrar sua capacidade de equilíbrio frente à situação, através do qual poderá obter resultados internos e externos.

Os responsáveis pelo equilíbrio, neste estágio, são os chamados dissolventes:
AMARELO, ROSA, VERMELHO e VIOLETA, respectivamente no relógio 3, 6, 9 e 12


  • Conflitos decorrentes entre 1-Preto (valores, matéria, egoismo, futuro) e o 2-Branco (conduta, família, memória, altruísmo, passado), equilibra-se com o 3-Amarelo (o presente, a comunicação). Resolve ideologicamente.
  • Conflitos entre o 4-Prata (invisibilidade, movimento, estratégia, intuição) e o 5-Dourado (visibilidade, expressão pessoal, autocentrismo), equilibra-se com 6-Rosa (bom humor, prazer, crianças). Resolve com a sabedoria adquirida pela experiência.
  • Conflitos entre o 7-Verde (alimentação física, mental e espiritual) e o 8-Celeste (maternidade, criatividade, afetividade, estética), equilibra-se com o 9-Vermelho (ação, impulso, iniciativa, paixão). Resolve direcionando a uma ação concreta.
  • Conflitos entre 10-Azul (racionalismo, conhecimento universal) e 11-Marrom (trabalho, hierarquia, estruturas), equilibra-se com o 12-Violeta (profundidade, consciência, transformação). Resolve aprofundando através da consciência.
As energias dissolventes são determinantes na interpretação de um mapa e o espaço que ocupam no relógio, maior que o das outras, simboliza sua importância. A forma como o indivíduo irá lidar com o conflito dependerá da posição, do grau, das relações dessas energias na carta e com relação ao vácuo: relógio acima representado, que é fixo e marca a memória ancestral.

Muitas vezes, basta que elas cumpram as razões a que vieram para que a unidade, a pessoa em questão, se realize nesta encarnação (veja mais detalhes sobre os dissolventes em RELÓGIOS - PARTE II  e sobre as razões em LIVRE ARBÍTRIO OU DETERMINISMO?). 

Os dissolventes possibilitam ir sintetizando os aspectos dos passos anteriores.

Embora sejam consideradas primas de Deus e possuam mais propriamente a virtude do livre arbítrio, acima delas tem o Laranja, a 13a. cor, e as cores mentais, ramificações que vibram numa oitava acima. Não estão sós. São partes do TUDO!