sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Drama Cósmico

Nuvem molecular Ofiúcus, mostrando a correlação
entre as emissões anômalas de micro-ondas e as emissões termais
da poeira cósmica. [Imagem: ESA/Planck Collaboration]


A vida é um teatro, o teatro é a vida...

Nossa vida representa o Cosmos?... O Cosmos representa a vida?

To be or not to be?

Planck: drama cósmico desenrola-se em três atos: "O novíssimo Telescópio Espacial Planck começa a fornecer novas visões quer do palco, quer dos atores, mostrando o drama da evolução do nosso Universo."

Os telescópios de luz visível veem pouco mais do que o ato final: a tapeçaria de galáxias que nos rodeia hoje.
Mas, por meio de medições em comprimentos de onda entre o infravermelho e as ondas de rádio, o Planck é capaz de voltar atrás no tempo e mostrar-nos os dois atos anteriores. Veja mais no link acima.