domingo, 6 de abril de 2014

NASCI SABENDO - O Grau 9 e seus desdobramentos

fantasyofbunny.wordpress.com
Na Cosmologia Energética, o grau 9 e o grau 0 (veja sobre o grau 0 no post PIPA SEM LINHA) estão classificados juntos na Cozinha Cósmica, onde ficam as energias livres de compromisso, mas existem diferenças.

Para formar um humano, juntam-se doze energias, cada qual carregando a sua história, representada pelos graus e posicionamento. Dentro de uma configuração única (detectável através do Mapa Cosmológico), manifestam-se de acordo com as relações que fazem entre si e com os vácuos do cérebro.

Em grau 9, a energia chega com direito ao estado de repouso após cumprir todo um ciclo que iniciou no 0. Acaba de concluir a etapa de aprendizado de fogo, que inclui os aspectos práticos necessários à sobrevivência neste planeta.

No grau 18 (1+8=9) também se encontra na razão 9, porém, já concluiu o aprendizado de fogo em 9 e agora, em 18, o de terra, agregando experiências com as relações sociais.

No grau 27 (2+7=9), a razão 9 traz na bagagem o que aprendeu a respeito da sobrevivência (fogo), das relações com as pessoas e o espaço que ocupa (terra) e ainda do campo das emoções, dos sentimentos, tendo concluído o aprendizado de água.

Em qualquer dos estágios, a energia em razão 9 vem com certo ar de Sabe-Tudo, pois a memória mais recente é de ter atingido a maestria em 8, em 17 ou em 26, respectivamente.

Embora não tenham obrigatoriedade, é possível observar muitos de razão encarnatória 9 envolvidos em projetos e afazeres, pois sabem mais do que a maioria e lhes é difícil delegar. Se insistem, chegam a atingir o sucesso, todavia, sofrem com um sentimento de insatisfação, de incompletude, que permanece.

Atingir um estado contemplativo, conforme exige este momento cósmico é o grande desafio. É preciso, agora, desapegar-se de velhos conceitos adquiridos, das próprias exigências, reconhecer a capacidade daqueles que são diferentes de si, confiar na perfeição do Tudo.

A energia prepara-se, desta forma, para as novas aventuras do grau 1, seja no 1, no 10, no 19, ou no 28 para onde seguirá sorvendo, assumindo as cores do universo.

Nada fazer, tanto quanto o fazer, é preciso aprender.


domingo, 23 de março de 2014

MEU ALTAR

[Imagem: ESA/HFI/LFI]

Os apoios de muitas vidas formam um conjunto diversificado.

Perplexidade é o primeiro sentimento a me invadir ao observar os elementos de minha devoção. Comparo-os entre si, encontro a linha mestra comum, independente do tempo e do espaço.

Apoiada nos velhos e novos estudos, avanço entre vácuos, retas, curvas, reentrâncias do meu universo interior. Descubro particularidades, semelhanças, mecanismos para mover, produzir sons...

Esquema parcial de emissão de voz

Reconheço o engenho do Criador nos equipamentos que trago. Se não atinjo sua expressão máxima, é devido à minha própria ignorância.

Cérebro, essencial no caminho do despertar. Coração também, pois, sem amor, sem compaixão, a razão pode ser destrutiva, tanto quanto o emocionalismo sem razão.

O corpo mental é o carro chefe da consciência, porém, são as experiências com os sentimentos é que irão dar o volume do canto dos anjos, da forma como se consegue com o apoio e a força do diafragma enviando o ar ao palato.

Assim, vou construindo o meu Altar. Misturo terras e céus, buscando o meu tom.



Teólogo medieval antecipou teoria cosmológica atual

A coincidência entre a cosmologia atual e o modelo proposto por Robert Grosseteste em 1225
é impressionante - e leva aos mesmos gargalos. [Imagem: Tom C. B. McLeish et al.]
A ciência moderna surgiu nos ombros dos pioneiros medievais, uma herança que não pode ser esquecida sob pena de negligenciar a coragem e o heroísmo desses pioneiros.
Leia matéria completa:
SITE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA. Teólogo medieval antecipou teoria cosmológica atual. 21/03/2014. Online. Disponível em www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=teologo-medieval-antecipou-teoria-cosmologica-atual. Capturado em 23/03/2014.